Projeto Coletivo de Mulheres Negras na Biblioteca


Por Márcia Villaça da Rosa


O Coletivo de Mulheres Negras na Biblioteca é uma iniciativa de Carine de Jesus e Juliene Souza, ambas formadas em Biblioteconomia e Letras. Uma forma aprazível e lúdica de se entrar em contato com o legado cultural vivo e presente nas obras de autoras negras. Nomes como os das escritoras negras Maria Firmina dos Reis (Brasil), Auta de Souza (Brasil), Lia Vieira (Brasil), Paulina Chiziane (Moçambique), Rutendo Tavengerwei (Zimbabue), Nicole Dennis-benn (Jamaica), Scholastique Mukasonga (Ruanda) e Buchi Emecha (Nigeria), entre outras, figuram entre os autores destacados em clubes de leitura promovidos pelo projeto.
Desta forma, encontros culturais abertos ao público convidam os leitores e não-leitores de obras de autoras negras a participar de uma experiência única: a leitura de um texto (normalmente um conto) e a troca de ideias e impressões pessoais sobre o mesmo. O objetivo da ação é também o de fomentar o público leitor, ainda curioso e desconhecedor de nomes da literatura negra. Para as sessões de leitura, textos de autoras como Marilene Felinto (jornalista e escritora ovacionada com o prêmio Jabuti na categoria Autor-Revelação em 1982), Jarid Arraes (autora e cordelista, a qual tem mais de 60 títulos publicados no gênero Literatura de Cordel) e Teresa Cardenas Angulo (escritora e ativista cultural cubana), são objeto de estudo e discussão por parte dos participantes do "coletivo". O evento sempre está aberto ao público em geral. Para mais informações, acessar: www.mulheresnegrasnabiblioteca.blogspot.com.br

Comentários